Bruno Valverde

Bruno Valverde foi um garoto a frente de seu tempo. Aos dez anos de idade, ao invés dos carros, da bola de futebol e do vídeo game, ele preferiu a bateria.

Bruno Valverde foi um garoto a frente de seu tempo. Aos dez anos de idade, ao invés dos carros, da bola de futebol e do vídeo game, ele preferiu a bateria.

Com o incentivo dos pais, Valverde iniciou seus estudos com Lenilson Silva, baterista de renome em São Paulo. Além de Lenilson, Pipe Joares e Douglas Las Casas também influenciaram no crescimento musical de Bruno.

Com tanta bagagem, o menino prodígio logo mostraria seu talento. Em 2005, aos 15 anos, venceu a etapa São Paulo do Odery & Modern Drummer, sendo o único da cidade a chegar na final do concurso. Devido ao seu bom desempenho e dedicação, aos 17 anos, Bruno foi convidado a fazer parte da linha de frente em umas das edições do Bateras 100% Brasil, um evento cultural para bateristas. Atuando como freelancer, Bruno participou do “The Mission Choir” (grupo do cantor Marcelo Gonçales – Raul Gil) e foi integrante da banda cristã União, onde já dividiu o palco com Torture Squad e Edu Falaschi (ex-Angra/Almah).

Além das atividades inerentes a sua carreira, Bruno também faz shows por todo o Brasil, ministra workshops e dá aulas de bateria em seu estúdio e no Bateras Beat em São Paulo.
Em 2011 foi baterista oficial da turnê de Germán Pascual (vocalista da banda Narnia). Ainda no mesmo ano, atuou na banda Suprema e dividiu o palco com os suecos do Evergrey. Integrou a banda cover Cactus Jack e eventualmente se apresenta na noite de São Paulo com a banda Flashmob.
Revezando com Eloy Casagrande (Sepultura), Bruno também toca na banda Iahweh cujo vocalista é André Leite (ex-Hangar).

Em 2012, em um momento único em sua carreira e por indicação de outro exímio baterista – Rodrigo Oliveira (Korzus) -, Bruno Valverde foi apresentado a Kiko Loureiro (Angra), um dos maiores guitarristas do Brasil e do mundo. A parceria deu certo e Bruno fora convidado por Kiko a se apresentar no “Stay Heavy Metal Stars”, que seria uma prévia do que estava por vir sobre o projeto do guitarrista. Kiko Loureiro estava lançando seu quarto álbum solo e Bruno foi escolhido para integrar o “Kiko Loureiro Trio”. Com Felipe Andreoli (Angra) no baixo, o trio estava formado. Fizeram várias apresentações em São Paulo, gravaram o programa Metrópolis, da TV Cultura, e também o Estúdio Show Livre. (http://www.showlivre.com/programas/view/17804)
Em 2013, o power trio iniciou uma tour pelo Brasil se apresentando em oito cidades por oito dias seguidos. Devido ao bom entrosamento entre os músicos, o Trio fez uma série de vídeos ao vivo em estúdio e gravou o “Two Tone Sessions”, um programa no Youtube, onde já participaram Rafael Moreira, Richie Kotzen e George Lynch.
Ao ser convidado para uma entrevista no Programa do Jô, Kiko Loureiro tocou duas músicas ao vivo acompanhado por Bruno e Felipe Andreoli. O programa foi exibido em rede nacional e no exterior pela Globo Internacional.

Em outubro, o power trio se apresentou no Sibelius Fest, um dos maiores festivais realizados em Caracas, na Venezuela.
Participou do disco de Fabrizio Leo, conceituado guitarrista italiano de Fusion, juntamente com Flavio Scopaz no baixo e Alex Argento nos teclados, que atua como produtor.

Em 2014, Bruno começa o ano com uma tour pelos Estados Unidos com Kiko Loureiro. O trio se apresentou em sete estados de 4 a 14 de janeiro – New York, Rhode Island, North Carolina, Pennsylvania, Tennessee, West Virginia and Virginia.

Participa da NAMM Show (EUA) representando Markdrum, Gruv Gear e Pearl Drums, e se apresenta no stand da Gruv Gear com os baixistas Anthony Crawford e Federico Malaman bem como o guitarrista Leonardo Guzman sendo muito bem recebidos pelo público.

Ele toca também no Baked Potato com Leonardo Guzman, em Los Angeles, e fecha contrato com a Sabian. Ao voltar para o Brasil se apresenta ao lado de Dulce Maria (Rebelde) no programa “Altas Horas”.

Passado algum tempo, o Angra anuncia a saída de Ricardo Confessori, Valverde é convidado a assumir as baquetas e dar continuidade a turnê de 20 anos de lançamento do álbum “Angels Cry”. Seu primeiro show com a banda aconteceu na Itália, em junho.

Em seguida, o Angra dá início às gravações do novo álbum “Secret Garden”, na Suécia. Pré-produzido por Roy Z, produzido e masterizado por Jens Bogren, o disco acaba de ser lançado em todo o mundo com excelente repercussão.

Com o Angra, Bruno se apresentou em festivais na América Latina como o Metal Millenium (Colômbia), Metal All Stars (Bolívia) e Hell And Heaven (México), além de vários shows pela Europa – Inglaterra, Suíça e França com um público estimado em 50.000 pessoas.

Em 2015, a revista Modern Drummer o convida para uma grande entrevista na edição de janeiro e o Angra é capa da revista Roadie Crew, também em janeiro.

  • Sabian

    Sabian (304)